Rotina de estudos e Aprendizagem

Saiba como o cronograma de estudos pode melhorar o rendimento escolar

Todo bom aluno tem que ter uma rotina escolar com objetivo de ter um bom desempenho. Um cronograma de estudos, portanto, é vital para seguir esse plano sem procrastinar e também chegar a todas as metas.

Assim, a rotina é algo que nos ajuda a planejar melhor o nosso dia para chegar aos nossos objetivos. Nos estudos não muda, pois a rotina escolar pede que sejam feitas tarefas a fim de se obter a evolução intelectual do aluno.

Dessa forma, sabendo que é papel dos pais acompanhar a rotina escolar e se certificar que os filhos estejam com bom desempenho na escola, continue lendo o artigo e saiba como fazer um cronograma de estudos eficaz.

O que é um cronograma de estudos?

Um cronograma de estudos nada mais é do que uma fase no plano de estudos. Ele é vital para planejar a rotina de estudos de qualquer aluno, seja criança, jovem ou adulto. Veja agora qual a diferença de plano de estudos e cronograma de estudos.

No plano de estudos os pais do aluno devem anotar quais os objetivos e definir as metas para o futuro da educação do seu filho. Sendo assim, é feito um plano da vida escolar e estipulando os resultados esperados.

O cronograma de estudos é algo mais direto. O objetivo, como já falado, é planejar o tempo de estudos, listar o conteúdo a ser visto e definir as prioridades.

Por que é importante montar um cronograma de estudos?

O cronograma de estudos ajuda e desperta a motivação e disciplina nos estudos, podendo ser feito em um caderno, planner, bloco de notas do celular ou planilha de excel.

Assim, para saber como montar um cronograma de estudos eficaz, deve-se levar em conta dados de planejamento, número de tarefas e horários disponíveis.

Pais que estão pensando no rendimento escolar dos seus filhos são beneficiados com esse plano, pois com um cronograma de estudos dá para medir quais tarefas estão sendo feitas, concluídas ou revisadas.

Além disso, tendo um cronograma de estudos bem feito, os pais conseguem ter um tempo livre para o lazer com suas crianças, deixando-as sem preocupação em relação ao excesso ou falta de tarefas escolares.

Como fazer um cronograma de estudos?

Para montar um cronograma de estudos é preciso fazer um plano antes de realmente pôr a “mão na massa” e entrar de cabeça nos estudos.

Para isso, temos que separar as matérias para estudo, listar o tempo disponível, anotar as informçãoes e ideias para que depois se coloque tudo em prática.

Então confira passo a passo de como fazer um cronograma de estudos que vale tanto para crianças em fase escolar quanto para jovens que estão se preparando para fazer a prova do Enem.

8 dicas para montar um cronograma de estudos eficaz

Prepare a caneta e o papel para anotar todas as dicas, pois elas podem até parecer grandes, mas são vitais para a criação de um cronograma de estudos. A partir de agora você vai saber como esse método será ótimo para o aluno ter bons êxitos nos estudos.

  1. Separe as matérias a serem estudadas;
  2. Elenque o tempo disponível para estudo;
  3. Apps para gerir o tempo de estudo;
  4. Tenha uma agenda para anotar as informações;
  5. Escolha um bom local para estudos;
  6. Use diferentes recursos para diversificar os estudos;
  7. Permita que seu filho seja o responsável pelos seus estudos;
  8. Reserve um tempo para descanso, lazer e alimentação.

Separe as matérias a serem estudadas

A primeira coisa que tem que ser feita na hora de montar um cronograma de estudos é fazer uma lista de todas as matérias que precisam ser estudadas. Então, de início, liste cada uma das matérias que geram mais dificuldades.

Por exemplo, os pais têm que planejar os estudos do seu filho pensando nas matérias básicas do Ensino Fundamental e Médio: Biologia, Química, Física, História, Geografia, Filosofia, Sociologia, Português, Literatura, Matemática e Redação.

Se o seu filho estiver estudando para fazer provas do Ensino Fundamental ou Médio, ponha em pauta o temas que vão cair nas provas e deixe reservado quais temas será preciso estudar.

Mas se você está em busca de um cronograma para o Enem, planeje os seus estudos por meio dos seguintes temas: Ciências da Natureza, Ciências Humanas, Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, Matemática e suas Tecnologias e Redação.

Elenque o tempo disponível para estudo

Agora que você já sabe os temas que serão preciso estudar, é hora de definir o tempo que você ou o seu filho tem disponível para estudo, afinal, organizar os horários é vital para o sucesso do seu cronograma.

Uma boa forma de como fazer um cronograma de estudos eficaz é não pôr horários muitos extensos e colocar uma pausa entre uma matéria e outra ou entre um tema e outro. Essa dica vai ajudar a não deixar o cansaço mental fazer com que os estudos fiquem prejudicados.

Por isso, alguns poucos minutos entre uma matéria e outra é bom para que o rendimento nos estudos seja sempre o melhor. Aliás, outra dica é conhecer melhor a sua rotina de atividades e ver em qual período do dia seu filho, no geral, está ativo.

Algumas pessoas preferem fazer atividades que envolvam raciocínio e aprendizagem pela manhã; outras, pela tarde. Então, se você acha que a energia tende a ser menor pela manhã ou à noite, deixe as tarefas mais leves para esses horários.

Outra dica para gerir melhor o seu tempo é usar a tecnologia a seu favor. Para isso, existem muitos apps que vão servir como um cronômetro do tempo de estudos e com eles será possível demitir o tempo em cada tarefa.

Aplicativos para gerir o tempo de estudos

Aprovado

O Aprovado é um app gratuito e está disponível tanto para Android quanto para iOS. Com ele, os pais podem mensurar o rendimento dos estudos e o tempo para fazer cada tarefa, além de poder ver o andamento dos estudos dos filhos no calendário e em gráficos.

TimeTune

O TimeTune está apto só para Android e com ele dá para gerir o tempo disponível de estudos com o foco na rotina diária e semanal do aluno, definindo um certo horário para cada tarefa.

Easy Study

Com o Easy Study você organiza toda a rotina escolar do seu filho e não se preocupa em ter que anotar nada. Inclusive, com ele dá para criar um plano personalizado.

O própio app também pode criar um cronograma de estudos, definir quantas matérias seu filho vai estudar por dia e por quanto tempo. Portanto, você pode deixar boa parte da organização da rotina escolar nas mãos dele.

Tenha uma agenda para anotar as informações

Agora que você já sabe as matérias que têm que ser estudadas e o tempo disponível, é hora de anotar tudo em um caderno, que vai servir como uma espécie de diário de estudo. Outra opção é usar apps de organização, como o Notion ou o Google Agenda.

De uma forma ou de outra, será bom anotar as informações para uma melhor organização do seu plano de estudos. Com esse diário de estudos, também será bom separar o tempo de estudos e o de revisão da matéria, assim como resolução de questões, uma técnica para avaliar se o andamento dos estudos está satisfatório.

Assim, os pais dos alunos que estão se preparando para ter o melhor rendimento nos estudos vão achar no cronograma de estudos uma boa opção de avaliar o desempenho dos estudos do seu filho.

Escolha um local apropriado para os estudos

O estudo em casa pode ter muitas distrações, atraindo a atenção do seu filho e prejudicar o seu rendimento na escola. Para isso, os pais devem escolher um bom local para o estudo.

Este local pode ser um cômodo ou um lugar dentro do quarto que tenha uma boa iluminação, sem distrações, com pelo menos uma mesa e uma cadeira. É vital que não tenha distrações por perto, como, por exemplo, celular, TV, tablets, videogames e brinquedos.

Agora que você já escolheu um local para estudar, tem um bom cronograma de estudos definido, reservou os horários e sabe as dicas iniciais de como montar o cronograma, então é hora de tirar um tempo para revisão dos estudos, em especial quando estiverem próximos das provas.

Use diferentes recursos para diversificar os estudos

Na hora de montar o cronograma de estudos também é vital definir que meios vão ser usados na rotina escolar do aluno. Sendo assim, os pais podem usar muitos recursos e diversificar, de forma criativa, a rotina escolar.

Então, para tornar esse processo mais dinâmico, pode-se adicionar videoaulas interativas, jogos online, filmes, documentários, seriados e podcasts. Aliás, vale de tudo na hora de fazer com que a educação do seu filho tenha desempenho máximo.

O tempo de tela deve ser levado em conta na hora de escolher qual o melhor recurso audiovisual que deverá ser escolhido, pois, de acordo com os especialistas na área de saúde mental, o alto tempo de tela na infância pode gerar muitos problemas.

De acordo com esses especialistas, crianças de 0 a 2 anos não devem ser expostas a telas. Já as crianças com idade de 3 a 10 anos podem ter até uma hora por dia de tempo de tela, e dos 10 aos 18 anos, duas horas por dia no máximo.

Permita que seu filho seja o responsável pelos próprios estudos

Alguns pais estão tão preocupados com o desempenho escolar dos filhos, que muitas vezes acabam fazendo todas as tarefas que são responsabilidade da criança ou jovem. Este erro pode deixar com que eles cresçam sem a responsabilização pelos seus próprios atos.

Por isso é vital que os pais sejam só “guias” no processo de criar uma rotina de estudos. Assim, os filhos têm que reconhecer que são os alunos e que eles são os responsáveis pela sua rotina escolar.

É bom que eles saibam, desde crianças, que os pais só vão acompanhar este processo de evolução de habilidades estudantis, mas que eles têm criar a sua própria autonomia.

Criando crianças autônomas

A autonomia na infância gera adultos mais confiantes e seguros para tomar suas próprias decisões. Essa independência na infância faz com que as crianças entendam que podem, mesmo com seus limites, aprender a solucionar seus próprios desafios.

O estímulo ideal para gerar crianças autônomas é dar a chance para elas pensarem por conta própria e aprenderem a tomar decisões.

Um exercício eficaz é sempre pedir a opinião deles sobre um certo tema, para fazê-los pensar em como eles poderiam solucionar tal situação.

Para motivar a autonomia, pequenas ações vão ajudar, como conferir as tarefas na agenda escolar, levar a louça até a pia, arrumar a cama ao acordar, escolher a roupa e sapatos que irão vestir. Assim, pequenas ações no dia a dia podem se tornar gigantes no futuro.

Reserve um tempo para descanso, lazer e alimentação

Com os melhores horários de estudos definidos, também será bom reservar horas para descanso, lazer e alimentação, com vistas a garantir um melhor rendimento nos estudos e uma boa saúde mental.

Essa dica será vital e deve ser posta no cronograma de estudos. Afinal, para manter a mente calma e ter espaço para que seu filho consiga absorver todos os conteúdos, despertar a criatividade e a evolução psíquica da criança, se faz necessário uma hora de descanso, lazer e uma boa alimentação.

Atividades para fazer no tempo de descanso

O tempo de descanso é vital e tem que ter no cronograma de estudos do seu filho. Contudo, também é bom saber o que a criança fará com esse tempo reservado para uma pausa nas atividades escolares.

Para recuperar a energia e motivar o aprendizado, o aluno pode sair um pouco do local de estudos e tomar uma água, fazer um lanche, alongar o corpo, respirar um ar puro ou tomar um banho.

Todavia, o foco não pode ser perdido, nem muito menos a concentração. Então evite o uso de celulares ou dispositivos eletrônicos, mesmo durante o tempo de descanso, já que eles podem ser ruins nessa hora.

Como montar um cronograma de estudos incluindo o ritual do sono?

Sabe-se que o cérebro é a parte central usada no processo de ensino, portanto ele deve estar em plena ação para que possa receber nossas informações. Por isso, uma boa noite de sono é vital para o sucesso nos estudos.

O ciclo sono-vigília deve ser respeitado, e, durante o dia, caso precise, seu corpo vai dar sinais de cansaço, podendo ser bom tirar 20 minutos do dia para um cochilo após o almoço, que vai relaxar a mente para voltar à rotina escolar.

Inclua um momento para revisão no cronograma de estudos

Ao fazer o cronograma de estudos, não se pode esquecer de reservar uma hora para revisar todo o conteúdo estudado. Afinal, a revisão é bom para não esquecer nenhum detalhe.

O aluno pode criar certo caderno para rabiscos sobre revisão do conteúdo, além de mapas mentais ou fichamentos, fazendo com que o tema seja relembrado e, de fato, aprendido.

Coloque os simulados no cronograma de estudos

Agora que você já sabe como fazer um cronograma de estudos e já montou a sua rotina de estudos, é hora de pôr em prática todos os ensinamentos escolares e realizar simulados para ver o seu rendimento em certas matérias.

Os simulados são ainda mais importantes de serem feitos próximos ao período de provas, pois, com um bom rendimento, o aluno vai conseguir fazer as provas com mais segurança e sem tensão.

Com essa ferramenta, também dá para saber quais matérias será preciso dar foco e estudar mais, assim como quais conteúdos geram mais problemas para o aluno.

A importância do cronograma na rotina de estudos do aluno

Ponha todos os ensinamentos em prática e evite a procrastinação. Isso porque ela é a grande dificuldade na hora de conseguir bons rendimentos na escola.

Já sabemos que para organizar a rotina escolar dos seus filhos que está estudando para o Enem o primeiro passo deve ser a criação do cronograma de estudos. Contudo, vamos ver agora qual é, de fato, o valor do cronograma de estudos para a vida do aluno.

O que é procrastinação nos estudos?

Procrastinar é o ato de ficar adiando certa tarefa e não finalizá-la, sempre dando desculpas para isso. O processo de adiar vai se tornando tão cansativo e viciante, que a pessoa nunca consegue finalizar a tarefa.

É bem provável que você já chegou a procrastinar alguma vez na vida. A procrastinação nos estudos, porém, faz com que o rendimento escolar caia tanto ao ponto de gerar em uma reprovação.

Sendo assim, quem procrastina nos estudos não tem motivação para estudar e o resultado não pode ser diferente. O aluno, portanto, acaba reprovando e tem um péssimo rendimento escolar, já que não conseguiu se dedicar o bastante.

Por isso, é bom aprender a como fazer um cronograma de estudos, pois sem ele é muito difícil que o aluno tenha empenho, organização e responsabilidade com os seus estudos. Então o aluno acaba tendo desempenhos ruins nos estudos por falta de gestão dele.

Como evitar procastinar nos estudos?

Para evitar a procrastinação e obter uma rotina, ter um cronograma de estudos é vital, já que esse meio nos obriga a fazer um planejamento estudantil e executá-lo todos os dias, como uma espécie de controle do conteúdo que deve ser visto.

Além disso, para evitar a procrastinação também é bom a inclusão de um tempo para a realização de atividades em família. Esse tempo é importante para que haja o fortalecimento das relações familiares.

Além disso, oferece equilíbrio entre o corpo e a mente, e também gera uma harmonia entre estudos, lazer e família, algo vital para a evolução de crianças e jovens.

Cronograma de estudos para alunos do Ensino Fundamental

Existem alguns pontos que levam-se em conta na hora de aprender como fazer um cronograma de estudos. Por exemplo, para os alunos do Ensino Fundamental, é bom criar um cronograma que se adapte a essa faixa etária.

Deve-se, portanto, tomar cuidado para não passar de mais o tempo de estudo e pôr muitas matérias para serem estudadas, já que nesta fase da vida a criança está em plena evolução.

Cronograma de estudos para alunos do Ensino Médio

Na hora de montar um cronograma de estudos para os alunos do Ensino Médio, precisa-se ter um equilíbrio, organizando todas as matérias a serem estudadas por meio do tempo apto para estudo.

Além disso, a fase do Ensino Médio é um tempo que gera tensão nos alunos. Isso porque eles se preocupam em obter boas notas e, ao mesmo tempo, em ter a tão sonhada aprovação pelo Enem.

Dessa forma, montar um cronograma de estudos, levando em conta todas as nossas dicas, será vital para obter um bom rendimento.

Cronograma de estudos para o Enem

Todo bom aluno sonha em fazer uma faculdade e trabalhar na área em que deseja poder atuar. Com o Enem isso será possível, então esse é o maior objetivo de quem está em busca de fazer o Ensino Superior.

Então, se você quer aprender a montar um cronograma de estudos para o Enem, confira agora o melhor guia de como fazer a sua rotina escolar, além de saber a forma certa de listar as matérias que devem ser priorizadas.

Ademais, seguindo as dicas, você vai aprender quais técnicas de estudos são boas para serem incluídas no cronograma de estudos para o Enem. Confira agora o passo a passo.

Técnicas para organizar a rotina de estudos para o Enem

O cronograma de estudos para o Enem deve ser criado pensando na melhora do uso do tempo. O aluno tem que listar quais matérias vai ser estudado de acordo com o tempo disponível.

Um aluno do Ensino Médio, por exemplo, fica muito cheio para estudar e também tirar boas notas nas provas da escola regular. Além de ter que pensar em ter bom rendimento no Enem.

Alguns alunos que estão estudando para o Enem, portanto, devem escolher uma ou mais técnicas de estudos. O objetivo deve ser o de traçar metas para melhorar seu rendimento até o momento da prova.

Técnica Pomodoro

Além do cronograma, as técnicas de estudos também podem ajudar na organização dos estudos. A Técnica Pomodoro monta os estudos em ciclos, de forma que o aluno fique 25 minutos estudando de forma direta e, depois, descanse por cinco minutos.

Depois, ao final de duas horas, o aluno vai pode dar uma pausa de 30 minutos. Em seguida, o ciclo de estudos se reinicia, até que todo o conteúdo tenha sido visto.

A Técnica Pomodoro foi criada para definir um período de tempo para o cérebro descansar e obter todos os conteúdos que estão no cronograma de estudos.

Este método foi criado há muitos anos, em 1988, na Itália, por Francisco Cirillo. Naquela época a técnica ficou mais conhecida como método de gestão de tempo para qualquer tarefa. Nos dias de hoje, é usado, em especial, para gerir os estudos.

Técnica das cinco horas

Essa técnica de estudo foi feita por Benjamin Franklin. Com ela, o aluno deve passar cinco horas por semana, ou uma hora por dia, com foco nos estudos. É, portanto, uma técnica para quem tem pouco tempo disponível para estudar.

Mapas mentais

Os mapas mentais entraram em voga entre os alunos pois ela permite a criação de um resumo do conteúdo visto na aula. Aqui, o aluno deve fazer desenhos ou esquemas, o que motiva a criatividade e o raciocínio.

Com a criação de mapas mentais, também dá para despertar a memória fotográfica. Ou seja, fazer com que seu filho possa lembrar do que ele escreveu em qualquer hora. Uma espécie de fotografia guardada no cérebro e que pode ser revista, por exemplo, na hora da prova.

Curva de esquecimento

A técnica da curva de esquecimento define que o cronograma de estudos tenha três espaços para revisão do conteúdo. E, assim como o próprio nome diz, atua impedindo que o conteúdo seja esquecido.

As três revisões devem ser feitas da seguinte forma: a primeira, 24 horas depois da matéria ser vista; outra, após sete dias; e a última, depois de 30 dias.

Sendo assim, a técnica faz com que o aluno sempre esteja relembrando o conteúdo visto em sala de aula, como uma espécie de revisão.

É bom frisar que tais técnicas de estudo também podem ser usadas por alunos do Ensino Fundamental ou Médio, e não só alunos que estão aptos para fazer o Enem.

Conclusão

Portanto, por meio deste artigo, você aprendeu a montar um cronograma de estudos com o objetivo de melhorar o rendimento escolar do seu filho.

Então, seguindo o passo a passo deste guia, você pode mensurar o nível de aprendizado do processo de ensino que ele tem na escola.

Acreditamos que seguindo as dicas deste artigo será possível ter um método eficaz, que vai otimizar o tempo do seu filho. Isso, portanto, vai gerar autonomia e eliminar problemas na vida escolar do aluno.

Em relação à escolha das técnicas de estudos que estão neste artigo, veja com seu filho qual ele mais se identifica. E, então, faça testes para saber qual se encaixa melhor na rotina que vocês definiram juntos.

Mas não esqueça: é vital que a criança faça parte da elaboração do cronograma de estudos e seja parte central dele. Inclui-la e ouvir suas sugestões são vitais na hora de montá-la.

Gostou do nosso conteúdo falando sobre cronograma de estudos? Então que tal seguir a LUMA Ensino nas redes sociais e não perder nenhuma novidade a respeito de temas ligados a esse? Estamos no Facebook e Instagram.

Nos siga nas rede sociais

Não fique de fora, aprenda mais e melhor com a LUMA!

Escolha como deseja entrar